Esta tendência continua firme e forte nesta temporada,  mostram Look lindos e perfeitos para serem usados em qualquer momento com muito estilo e elegância,  estou postando algumas imagens para se inspirar espero que gostem.














Olá pessoal gostaria de pedir desculpas, pois já faz algum tempo que não posto mais no blog, como estou com o projeto da revista J&L Mag acabei parando com o blog, mais logo mais estarei postando e com novidades para todos. Bom li um poster muito legal no site da Vogue que fala sobre do trailer do documentario de Dior que se chama Dior e Eu, e a chegada de Raf Simons, fala tudo como aconteceu na sua chegada e como foi desenvolver a primeira coleçao para grife, aqui esta o link para darem uma olhada no poster


http://vogue.globo.com/moda/moda-news/noticia/2015/07/exclusivo-veja-o-trailer-de-dior-e-eu-documentario-que-desvenda-o-mundo-da-grife-e-chegada-de-raf-simons.html






Este é o trailer do documentario








Foto Silvia Kali
Modelo: Jackelline Weiga























 Primeira edição do nosso novo projeto paralelo ao blog J&L fashion, a revista J&L Mag 
http://issuu.com/jlmag5/docs/revista_j_1.pptx  Obrigada a todos que ajuda a colabora para revista online. Esperamos que todos gostem!





É um sutiã (ou top) com tiras, foram feitos para aparecerem e virarem a estrela principal da composição do look, com as tiras mais largas ou finas, os sutiãs criam desenhos geométricos na pele e é uma boa aposta do verão. São usados com blusas decotadas ou blusas com tecidos transparentes, os fashionnista do mundo da moda já aderiram à tendência. Pessoas mais ousadas estão usando apenas peça com o look com saias e calças de cintura alta.







Fotografo: Ricardo Konká
Make: Deo Carvalho
Modelo: Veronica Magalhões 

1-Quando você decidiu seguir a carreira de estilista? E por que?
Aos 18 anos, mergulhei de cabeça e iniciei a minha vida no mundo da moda. Desde de pequeno via a minha mãe que era costureira, fazendo roupas, eu observava aquela transformação dos tecidos que chegavam para ela, e quando via as pessoas experimentado o que ela havia feito, eu ficava orgulhoso dela, por ver as pessoas felizes e saber que ela era a responsável por despertar aquele sentimento naquelas pessoas.,

2-Há quanto tempo você trabalha com moda? 
23 anos

3-Antes de criar o seu ateliê, você trabalhou para alguma outra empresa como estilista?
Sim. Trabalhei com desenhista em uma loja de tecidos em Salvador.

4- Algum estilista te influenciou? Tem algum que você gosta mais?
Sim,Valentino!Quando foquei a minha vida neste caminho da moda, estudava muito, por que sou design, desenho desde pequeno, sempre gostei de desenhar e neste processo do desenho, nascia qualquer coisa que a minha imaginação permitisse. A liberdade sempre me deu essa autonomia, quando faço releitura coloco o meu olhar inovador e imprimo a minha característica sem descaracterizar a história. Isso é a  a alma Valentino na moda.

Fotografo: Ricardo Konká
Make: Rafael Jones
Modelo: Lavinia Muniz Calumby 



Fotografo: Ricardo Konká
Make/Hair: Ricardo Brandão 
Modelo: Tarcila Araujo/Lucas Gonzaga 

5-Como é o seu processo de criação?
O processo de criação de uma coleção peculiar, como sempre estou lendo, revisitando épocas, seja em viagens, visitas a museus, filmes, nas ruas, estou sempre garimpando peças que me seduz, referências, enfim, a minha cabeça capta o que me chama a atenção, e os meus olhos registram e a minhas mãos expressam  o que processou desta miscelânea efervescente.

6-Como é o lançamento de cada coleção – de que forma trabalha?
Desenvolver uma coleção não é somente juntar várias coisas diferentes no mesmo lugar, isso porque uma coleção geralmente conta uma história e tem uma temática central, os itens inseridos na coleção devem se complementar. Faço muita pesquisa, vejo as tendências vigentes, decido a estampa e material para desenhar os croquis.

7-Com quanto tempo de antecedência tem que estar pronta?
Como sempre me aprofundo muito nas pesquisas, isso requer mais tempo. Geralmente 6 meses antes, já está tudo pronto.

8-E como são confeccionados os modelos? Quem faz o corte e depois como o processo se desenvolve?
O processo de criação de uma coleção peculiar, como sempre estou lendo, revisitando épocas, eu vou desenhando os croquis. Quando decido o que vai ficar e ser, entrego para a modelista que corta e entrega para as costureiras, o mais incrível é depois,  ver as costureiras trabalhando sem parar, todas totalmente dedicadas à criação de peças únicas.

9-Nós conte sobre os novos projetos?
Esse ano comemoro a chegada do meu nome em Brasilia e Minas Gerais. Meus parceiros entenderam que tem mercado para o meu produto nestas duas capitais. Eles me convidaram, eu aceitei e agora estamos finalizando para lançarmos Soudam no centro oeste e sudeste do Brasil 

Fotografo: Ricardo Konká
Make: Rafael Jones
Modelo: Lavinia Muniz Calumby 

Fotografo: Ricardo Konká
Make/Hair: Ricardo Brandão 
Modelo: Tarcila Araujo



Figurino do musico Carlinhos Brown assinado pelo estilista Ismael Soudam no Concerto Pérolas Mistas.
Fotografo: Imas Pereira.
A tendência Gipsy vem chamando muita atenção desde de 2012 graças ao estilista Emilio Pucci que trouxe para passarelas e também a grife Jean Paul Gaultier.  É uma moda com influencia no visual cigano, os decotes de ombro a ombro, roupas com fluidos e coloridas, que pode ter sobreposições de peças com pedraria, metal, franjas e muito mix de estampas são características comuns da cultura cigana, produções básicas com modernidade pode deixa o look ainda mais cool e autêntico. 










Um colar que foi tendência nos anos 90, está de volta, como queridinho dos fashionistas. O Tatto Chocker tem agradado diversos estilos. Para quem não conhece é um colar que é usado junto ao pescoço e podendo até colocar pingentes.







Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon, e o nome da pintora mexicana mais conhecida como Frida Kahlo, nascida em 06 de julho de 1907 na cidade mexicana Coyoacán, ela tem descendente alemã, o pode se explicando quando soletramos o nome dela, Frieda (uma alusão ao "Frieden", que significa "paz" em alemão).

Após ter sofrido um acidente, Frida Kahlo deixou seus estudo de medicina e mergulhou de cabeça em sua carreira de pintora, como ela ficou três meses imóvel encontrou na pintura uma maneira de extravasar a dor trazida pelo acidente, assim começa a pintar seus autorretratos.  Frida Kahlo, uma vez disse: "Eu pinto-me porque estou muitas vezes sozinha e eu sou o assunto que conheço melhor". Sua mãe tinha um cavalete especial feito para que ela pudesse pintar na cama, e seu pai lhe emprestou sua caixa de tintas a óleo e alguns pincéis.

Baseando-se em experiências pessoais, incluindo seu casamento, seus abortos, e as suas numerosas operações, obras de Kahlo, muitas vezes se caracterizam por seus retratos austeros de dor. De seus 143 pinturas, 55 são autorretratos que muitas vezes incorporam representações simbólicas de feridas físicas e psicológicas. Ela insistiu: "Eu nunca pintei sonhos. Eu pintei a minha própria realidade".


 

 
























Fonte: http://www.frida-kahlo-foundation.org/ 


By: Lleticia Davis 
O poster de hoje é uma entrevista com o fotografo para brasileiro Mateus Aguiar, de Juiz de Fora, ele tem apenas 19 anos e um trabalho maravilhoso. Que particularmente acho belíssimo, as cores e as formas estão em perfeita harmonia.  

 Conhece um pouco mais sobre ele e seu trabalho:

1. Quando começou a fotografar? E por que? 
Desde pequeno sempre gostei, dai comecei um curso de designer gráfico, onde trabalhei com photoshop, e dai comecei a me interessar um pouco mais por esse mundo da fotografia. E por fim fiz o curso em 2010.

2. Como descreve o seu estilo fotográfico?
Então... é meio difícil definir meu estilo de fotografar, eu procuro analisar bem a modelo antes do ensaio, procuro saber dos gostos da pessoa, dai apresento um conceito que mais combina com a modelo, e me baseio nele pra fazer as fotos.
3. Tem alguma foto favorita?
Creio que uma foto em si não, tenho vários ensaios que amo. Principalmente um que fiz na névoa com meu amigo Lucas.

4. O que você tenta expressar na fotografia?
Basicamente o meu jeito de ver o mundo. A fotografia faz você querer expressar o que você sente, ou gostaria de sentir. Algumas te fazem sentir medo ou agonia, mas te fazem sentir algo! Acho que é isso que eu busco.


























5. Qual é seu tipo de fotografia preferido?
Gosto bastante de fotos que contam uma historia, ou te façam imaginar uma. Mas ultimamente tenho gostado de fotografia de moda. Inclusive to entrando nesse meio, em breve vocês vão ver alguns editoriais meus por ai.

6. Você costuma fotografar com um propósito em mente, ou se deixa levar mais pelas oportunidades que surgem?
Se for projeto autoral, eu penso em tudo antes. Mas se forem clientes eu penso junto com elas, compartilho ideias etc.
7. Quais são suas referências? Tem algum fotografo serve como inspiração?
 Tem vários fotógrafos que amo. Vou citar os que eu curto realmente e uso de referencia em alguns trabalhos, que são Carlos Khu, Lara Jade, Gareth Rhys, e Vitor Augusto.

8. Como é a produção das sessões?
Se for algo trabalhoso, eu mesmo corro atrás junto com a modelo. E em ensaios comuns uso peças do guarda roupa das próprias modelos.



























9. Conte-nos um pouco dos seus objetivos na área fotográfica para o futuro, e os novos projetos?
Então como eu já citei acima, pretendo entrar pra fotografia de moda e fazer coisas bem diferentes e fugir desse conceito de poses pré programadas, e ensaiadas de modelos, quero fazer algo inusitado, pois quando eu vejo algum trabalho diferente, que seja fora dos padrões "comuns" fico vidrado, e isso me chama muito atenção. Creio que outras pessoas pensam igual a mim. E por fim, continuar com meus ensaios que já faço aqui pela minha cidade de meninas e meninos que apreciam meu trabalho e querem fazer um sessão. 






























By: Lleticia Davis